Vitória cai para o Sport e mantém sina de derrotas em casa

Fica realmente difícil entender o que acontece com o Vitória quando joga em casa. Desta vez, o Rubro-Negro baiano não fez má exibição, mas não conseguiu parar o Sport, que se encontrou no jogo e venceu por 2 a 1.  Os gols do Sport foram de Diego Souza e Lenis, e Santiago Tréllez diminuiu para os donos da casa.

Com mais um revés em casa – o segundo seguido –, o Leão da Barra continua como o pior mandante do torneio. Assim, o Vitória permanece com 32 pontos e vai para o 12º lugar na tabela do Campeonato Brasileiro.

Já o Leão da Ilha conseguiu seu primeiro resultado positivo após nove rodadas, sobe para a 11ª colocação e se afastou da zona de rebaixamento.

O jogo

O primeiro tempo começou bastante estudado por parte do Vitória, que começou se defendendo e deixando que o Sport propusesse o jogo.

E foi isso que o Sport fez: ainda que um pouco desorganizado, o time pernambucano buscava o ataque arriscava algumas chances a gol.

Até os 9 minutos iniciais, André já tinha chegado na área duas vezes, mas a arbitragem marcou impedimento. A primeira oportunidade de gol tinha saído logo no primeiro minuto de jogo, com chute de Mena de dentro da área.

O Vitória demorou para acordar para a partida e, quando fez, não conseguiu ter criatividade para transformar a posse de bola em jogadas trabalhadas.

Nas duas vezes que conseguiu, teve interferência da arbitragem: na primeira, aos 33 minutos, Neílton foi derrubado dentro da área, mas o juiz não marcou pênalti.

Na segunda, aos 39, foi marcado impedimento de David quando o atacante estava atrás de dois jogadores do Sport antes de ficar cara a cara com o goleiro Magrão.

O Sport reagiu em seguida e, diferentemente do Vitória, foi certeiro: aos 45 minutos, Diego Souza cobrou falta com maestria e abriu o placar.

Afobação

O Sport voltou para o segundo tempo gostando do jogo, enquanto o Vitória entrou em campo tenso. O Leão baiano errava muitos passes e não conseguia chegar com facilidade na área do adversário.

Até os 30 minutos, o Vitória só tinha finalizado uma vez, com Fillipe Soutto, sem perigo – e viu o Sport ampliar o marcador com gol de Lenis (com belo passe de Diego Souza).

Foi o momento que Mancini usou para promover mudanças: novamente optou por André Lima e Danilinho; e Patric no meio campo.

As mudanças trouxeram um princípio de reação, que culminou no gol de Santiago Tréllez, aos 38 minutos.

O tento recolocou o Vitória no jogo, mas o time não teve inteligência emocional para buscar o empate. Prova foi a expulsão de André Lima, que recebeu dois amarelos.

Fonte: Juliana Lisboa, A Tarde
Imagem destaque: Adilton Venegeroles l Ag. A TARDE