A sociedade que queremos, inclusiva! Um viva ao Álvaro!

No meu desafio de escrever mensalmente tenho me deparado com muitas questões que, no meu sentir, devem ser registradas, pensadas. Tem sido um exercício, me impõe disciplina e sem dúvida se constitui em grande aprendizado.

Este mês é singular – a inspiração vem do meu filhote que, ao completar 20 anos, atende a um chamado para falar sobre si e manda seu recado com muita tranquilidade – compartilho neste espaço com a certeza de que suas palavras, se atentamente lidas, são bastante propositivas, é a constatação de que todos temos um papel na construção da sociedade que queremos.

WhatsApp Image 2017-04-19 at 09.11.25

Esse foi o texto escrito por Álvaro Neto e publicado na página Salvador Acessível:
“Meu nome é Álvaro de Souza Borges Neto, tenho 20 anos e vou falar sobre como é ter trissomia no par do cromossomo 21.

Eu frequentei várias escolas,  Homoludens, quando era menor, lá fui professor,  depois a Tempo de Criança, Miró e o Sacramentinas onde fechei o meu segundo grau. Eu gosto de estudar, ler e escrever, fazer redação e artigo de opinião, porque escrevo todo conteúdo que os professores ensinam na sala de aula. Eu fiz amizade normalmente com meus colegas e professores, tendo Heloisa que me ajudava nas tarefas escolares.

Para o futuro eu tenho algumas ideias, continuar lendo e estudando, concluir meu curso profissionalizante, de técnico de recepcionista no segundo andar do Senac, para receber pessoas.

Me dedico em qualquer turma que eu estiver e lá  meus colegas me apoiam com o trabalho dentro da sala.Todas as pessoas são diferentes, a dificuldade é elas entenderem isso.  Tem algumas pessoas que estão acostumadas a melhorar as condições no Brasil e no mundo, eu posso ajudar a entenderem que é importante esse interesse.”

E ele deixa de forma direta a mensagem que repetimos todos os dias “Somos todos diferentes” e faz um chamado para que possamos compreender isso. Só assim poderemos efetivamente ter o direito de pertencer garantido em nossa sociedade. Sinto um imenso orgulho de vê – lo se colocar a disposição para estar junto nessa luta.

Álvaro nasceu há  20 anos e desde lá me propôs desafios, agora propõe ao mundo, vamos seguir juntos transformando e levando adiante o desejo de ver uma  sociedade verdadeiramente inclusiva.
Feliz ….Muito feliz!!! E viva a vida de Álvaro e a de tantas outras pessoas que como ele acredita que esse mundo tem jeito .