Mostra gratuita no Glauber Rocha foca no cinema nacional

Itaú Cultural comemora 30 anos da retomada do cinema nacional com exibição de 36 filmes no Glauber Rocha, até dia 16

O Itaú Cultural comemora três décadas de sua criação com um  ciclo de filmes produzidos no mesmo período no Brasil e exibição simultânea e gratuita em cinco capitais. Em Salvador, a Mostra Itaú Cultural 30 Anos de Cinema Brasileiro acontece no Espaço Glauber Rocha, com apresentação de 36 longa-metragens, entre ficções, documentários e animações realizados nos últimos 30 anos. Com produções de diversos gêneros e épocas, a programação tem coisas imperdíveis.

 Hoje (dia 10), por exemplo, às 13h, tem Carlota Joaquina (1995), filme de Carla Camuratti que  marcou a retomada da produção de cinema no Brasil. Sexta (11), o destaque vai para o genial Cidade de Deus (2002), de Fernando Meirelles, às 13h, e, às 18h,  o emocionante Dois Filhos de Francisco (2005), sucesso de Breno Silveira sobre a história da dupla sertaneja Zezé Di Camargo & Luciano. No fim de semana, a seleção caminha para uma linha mais contemporânea, que prima pelo cinema de sotaque independente.

No sábado (12) , o público terá exibições dos dramas Hoje Eu Quero Voltar Sozinho (Daniel Ribeiro/2014), às 13h, e O Som ao Redor (Kleber Mendonça Filho/2012), às 18h.  Domingo (13) tem filme para todos os gostos. Na primeira sessão, às 13h, tem a bela animação O Menino e o Mundo (Alê Abreu/2013), o drama Viajo Porque Preciso Volto Porque te Amo (Karim Aïnouz, Marcelo Gomes/2010), às 14h50, o poético O Palhaço (Selton Mello/2011), às 16h50, e o interessantíssimo O Invasor (Beto Brant/2002), às 20h30.

CONFIRA PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

Quinta-feira (dia 10)
17h – Sabotage: maestro do Canão
18h50 – A paixão de JL
20h30 – Serras da desordem

Sexta-feira (dia 11)
13h – Cidade de Deus
15h30 – Narradores de Javé
18h – Dois filhos de Francisco
20h30 – É proibido fumar

Sábado (dia 12)
11h – Clube do professor – Últimas conversas
13h – Hoje eu quero voltar
15h30 – Tatuagem
18h – O som ao redor
20h30 – O homem que copiava

Domingo (dia 13)
13h – O menino e o mundo
14h50 – Viajo porque preciso, volto porque te amo
16h50 – O palhaço
18h40 – Branco sai, preto fica
20h30 – O invasor

Segunda (dia 14)
13h – Alma corsária
15h10 – O ano em que meus pais saíram de férias
17h10 – Cartola, música para os olhos
18h50 – Bicho de sete cabeças
20h30 – A dama do Cine Shangai

Terça-feira (dia 15)
13h – Antônia
15h – Baile perfumado
17h – Brava gente

Quarta-feira (dia 16)
13h Martírio
16h Central do Brasil
18h30 Santiago
20h30 Madame Satã

Fonte: Correio
Imagem destaque: Divulgação

Deixe uma resposta