Moda Masculina: vaidade ou tendência?

O crescimento do interesse masculino pela moda impressiona o mundo fashion

O que antes era considerado assunto feminino, tem sido bastante discutido entre os homens do século 21. O fato de estarem conectados com a moda, há muito tempo, deixou de ser uma simples questão de vaidade.

É que eles estão redescobrindo a arte de se vestir. Mais preocupados em cuidar do visual, os homens estão mais curiosos sobre  moda, suas tendências e novidades. A possibilidade de fugir do “trivial” e poder expor o próprio estilo é o que mais atrai o interesse deles.

Esse comportamento mais antenado já pode ser visto pelas ruas de todo o mundo. As composições de looks antes mostravam apenas o estilo de vida cotidiano, de forma prática, objetiva e racional. Hoje os looks estão mais elaborados, trabalham cores, formatos e combinações de acessórios. O importante é sempre destacar itens que são tendências da estação.

Atentas aos hábitos de consumo masculino, as principais grifes nacionais e internacionais inovam em suas coleções para garantir a expansão e o fomento à lucratividade do setor. Em lugares como Londres, Milão, Nova York e Paris a repercussão é tanta que foram produzidas semanas de moda exclusivas para os homens.

Quando se fala de moda casual, as preferências masculinas por produtos básicos, porém não triviais, como regatas, camisetas, jeans continuam intensas. Apesar de, aparentemente, simples o básico também possui um certo estilo em sua composição.

Já no setor de alfaiataria, que traz um toque mais luxuoso, as gravatas, ternos e calças tem forte destaque nas vitrines de grandes marcas.

A moda masculina ainda não é tão mutável quanto a feminina. Mas as variações de tendência expostas a cada estação mostram o crescimento e a expansão do setor.

Há registros de que, pela primeira vez, os homens representam aproximadamente metade da frequencia em shoppings no Brasil. E que, além disso, estão fazendo compras, em média cinco vezes ao mês.

Atualmente, o mercado nacional da moda apresentou um aumento da demanda tão considerável que estudos divulgados pelo Sebrae, apontam a movimentação de US$ 23 bilhões, somente neste ano de 2017. Esse índice coloca o mercado de vestuário brasileiro como o maior de toda a América do Sul.

Um outro estudo também prevê que o consumo de moda masculina cresce em torno de 14% anualmente, o que representa quase o dobro do mercado feminino, que cresce apenas 8% ao ano.

Com todos esses números, é possível notar que o consumo masculino já representa uma grande parcela no mercado da moda. É provável que nas próximas estações a moda masculina passe a chamar mais atenção nas vitrines das lojas e ganhe cada vez mais adeptos.

Imagens destaque: Reprodução/Internet

TENDÊNCIAS E MODA por Katherine Martins

Jornalista e modelo, escreve mensalmente sobre moda e tendências.

katherine-martins tem 5 postagens.Veja todas as postagens de katherine-martins