Ministério Público pedirá condenação da médica Kátia Vargas nesta terça (05)

O Ministério Público Estadual (MPE) pedirá amanhã durante o julgamento a condenação da médica Kátia Vargas pela morte dos irmãos gêmeos Emanuel e Emanuelle. “O MPE sustentará a denúncia de que Kátia arremessou o carro contra a moto em que estavam as vítimas”, declarou o promotor Davi Gallo, um dos representantes do MPE no julgamento ao lado do promotor Luciano Assis.

Gallo disse que só falará sobre a estratégia  no dia. “Não posso falar sobre a estratégia. É antiético. Os debates começam na terça-feira (05). Isso pode causar nulidade do julgamento, porque estaria fazendo acusação antes de me manifestar. Por enquanto, só posso dizer que o MPE estará lá mantendo a pronúncia (nome dado ao indicativo da denúncia)”, declarou Gallo.

O advogado da família de Emanuel e Emanuelle, Daniel Keller, não respondeu aos contatos da reportagem feitos ao longo da última semana para comentar o caso.

Por conta do julgamento, haverá um esquema especial montado pelo Tribunal de Justiça no entorno do fórum. Segundo a Polícia Militar a assistência militar do TJ que cuida da estratégia, que não foi divulgada. A PM informou que a 2ª Companhia Independente da Polícia Militar (Nazaré) está mobilizada para caso haja necessidade de reforço no policiamento.

Em entrevista exclusiva ao Correio, publicada neste domingo (03), Kátia defendeu sua absolvição. “Apesar de todo o massacre que a imprensa fez comigo, eu acredito na justiça, continuo acreditando nas pessoas de bem. Sei que esse acidente acabou com a família da vítima. Não consigo imaginar o sofrimento da mãe dos meninos, deve ser uma dor indescritível. Mas eu não matei ninguém, foi um acidente que criou uma tragédia para duas famílias”.

Fonte: Bruno Wendel, Correio
Imagem destaque: reprodução