Flamengo tem até quinta para enviar defesa à Conmebol por brigas em final

Conmebol pede para o Rubro-Negro entregar defesa por escrito ao Tribunal de Disciplina, que analisará as provas para decidir se marca uma sessão ou não com o clube

O Flamengo tem até esta quinta-feira, às 18h, para enviar sua defesa por escrito para a Conmebol por causa dos incidentes antes e depois da segunda partida da final da Sul-Americana, no Maracanã, contra o Independiente, na última quarta. Na ocasião, milhares de torcedores entraram em conflito com a Polícia Militar e invadiram o estádio.

A defesa do Flamengo precisa ser encaminhada ao Tribunal de Disciplina da Conmebol, que irá analisar as provas do caso para decidir se marca ou não uma sessão com o clube, que pode ser punido. A entidade, porém, entra em recesso no dia 22 de dezembro e volta a trabalhar no dia 7 de janeiro. A definição só deve sair em 2018.

O presidente Eduardo Bandeira de Mello viaja para Assunção, no Paraguai, nesta terça-feira. Antes do sorteio dos grupos da Libertadores do ano que vem, o dirigente vai jantar com outros presidentes de clubes e o presidente da Conmebol. Ele pretende conversar com Alejandro Domínguez sobre o caso da final da Sul-Americana.

Entre as provas do Flamengo, estarão o pedido de mais policiamento para a decisão (revelado pelo G1 nesta segunda-feira), o número de seguranças contratados pelo clube e o fim do plano de sócios corporativo, que era utilizado pelas torcidas organizadas.

Além das confusões e casos de vandalismo graves do Maracanã, a semana passada foi marcada por uma nova fase da Operação Limpidus da Polícia Civil, que investiga envolvimento de integrantes de organizadas e funcionários e dirigentes de clubes em esquema de revenda ilegal de ingressos com preços majorados. Cinco pessoas ligadas à operação de ingressos do clube da Gávea chegaram a ser detidas.

Fonte: Martín Fernandez e Raphael Zarko, GloboEsporte.com
Imagem destaque: reprodução / TV Globo