Exames definitivos de maconha e inalantes voláteis são entregues em até 24 horas

O Departamento de Polícia Técnica da Bahia (DPT), vinculado às Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP), está entregando no prazo de até 24 horas os exames definitivos para as amostras de maconha e inalantes voláteis apreendidos durante o Carnaval em Salvador.

As perícias são realizadas por meio de métodos analíticos, que têm o propósito de realizar a identificação dos princípios ativos. No exame da maconha é utilizada a cromatografia de camada delgada que aponta a presença do Delta-9-tetrahidrocanabinol (THC), já nos inalantes, são procuradas as substâncias cloreto de etila, diclorometano, clorofórmio e éter etílico, todas proibidas pela Anvisa.

Para identificação dos inalantes é utilizado um Cromatógrafo que dispõe de uma biblioteca com mais de três mil substâncias. “O equipamento realiza a análise das drogas e compara com os dados existentes na biblioteca”, explica a Perita Criminal Celinalva Oliveira. Além do princípio ativo, os exames definitivos podem apontar também outras substâncias que compõem a mistura.

Para facilitar o encaminhamento das perícias e entrega dos laudos, durante o Carnaval, os postos do DPT são instalados próximos às Centrais de Flagrante e unidades do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). “O fato de estarmos próximos, trabalhando integrados no ambiente do Carnaval, nos permite realizar os procedimentos com mais assertiva, segurança e rapidez”, afirma o diretor da Draco, Marcelo Sansão.

Fonte: Ascom/DPT
Imagem destaque: Ascom DPT