Colorimetria: o segredo das cores

Um círculo, doze cores e uma infinidade de combinações

Quando chegam as estações mais quentes, é comum querer logo incorporar as novas cores ao guarda-roupa. Mas a empolgação pode nos levar a cometer erros graves ao apostar em tons inadequados. Isso porque neste momento, a tonalidade da pele também influencia na produção do look.

Foi a partir daí que surgiu a colorimetria na moda. Uma análise detalhada de cada tom de pele e sua cartela de cores correspondente. O intuito era entender melhor essa relação e como ela influencia diretamente na aparência das pessoas e na mensagem que querem transmitir.

Ao usar cores “inadequadas” à tonalidade da pele, a pessoa pode acabar sabotando a sua aparência, ao ressaltar algo que não tem. O segredo das cores é justamente esse, ele lhe dá o poder de evidenciar ou esconder pequenos defeitos.

Na década de 1950, a estilista californiana Suzanne Caygill aperfeiçoou o método da colorimetria partindo do princípio que os tons de pele, cabelo e olhos estão refletidos nas quatro estações da natureza.

A colorimetria é feita com o auxílio do círculo cromático, que é um aparato científico para classificação das cores. O círculo é composto por 12 cores (três primárias, três secundárias e seis terciárias), divididas em quentes e frias.

A harmonização das cores é fundamental, ela permite iluminar, apagar ou potencializar… E para não errar na composição dos seus looks é importante saber qual o seu estilo e entender como funciona algumas opções para a coordenação das cores do círculo cromático.

Entenda um pouco sobre o Círculo:

Monocromáticas

É a aplicação de diversos tons da mesma cor, variando a saturação e a luz. Conhecidas por sua elegância, as combinações monocromáticas são excelentes para realçar algum detalhe no look, como um sapato, uma bolsa, uma jóia.

Cores Análogas

Estão dispostas no círculo de forma adjacente umas das outras, ou seja estão em sequência entre si. Conhecidas pela famosa expressão “tom sobre tom”, as cores análogas podem ser combinadas de 2 até 5 cores, sendo o ideal até 3, para que uma seja dominante e as outras entrem nos detalhes. Suas  combinações transmitem uma certa calma e simpatia.

Cores Complementares

São os tons que estão em lados opostos entre si no círculo cromático. Conhecidas pelo efeito de contraste, as cores complementares transmitem uma ideia de saturação, de energia. Suas combinações são ousadas e inovadoras.

Cores Triádicas

As cores estão equidistantes uma das outras, formando um triângulo na parte interna do círculo. Com efeito de alto contraste, e sem perder a harmonia, a tríade proporciona um mix de combinações vibrantes, ainda que sejam cores claras e sem muita saturação. O ideal é usar uma cor que seja dominante e as outras que sejam destacadas nos detalhes, como acessórios.

E então, ficou curioso(a) para saber qual a sua cartela de cores?

Vale lembrar que caso goste muito de uma cor, e ela não pertença a sua cartela, isso não motivo para você não usá-la. O conhecimento sobre a sua cartela de cores, vai lhe dar um leque de opções de tons diferentes da cor que você gosta. Outro truque é saber ponderar as escolhas, aliando roupa, acessórios, e até mesmo a maquiagem.

Imagens em destaque: Internet

TENDÊNCIAS E MODA por Katherine Martins

Jornalista e modelo, escreve mensalmente sobre moda e tendências.

katherine-martins tem 6 postagens.Veja todas as postagens de katherine-martins

4 thoughts on “Colorimetria: o segredo das cores

  • 14 de novembro de 2017 at 09:19
    Permalink

    Você está dando show como sempre parabéns.

    Resposta
  • 13 de novembro de 2017 at 22:44
    Permalink

    Dando Show como sempre!!
    A construção do look com a Makeup faz toda diferença na finalização.
    Muito boa a matéria.
    Grande Beijo
    SUCESSO

    Resposta
  • 13 de novembro de 2017 at 19:39
    Permalink

    Parabéns pela postagem, bastante construtiva!

    Resposta
  • 13 de novembro de 2017 at 16:35
    Permalink

    Muito interessante o artigo! Nunca tinha pensado em harmonizar os tons de roupa com o nosso tom de pele. Parabéns, Katherine.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *