Bahia tem mais de 664 mil inscritos no Enem 2016; mulheres são maioria

Provas serão nos dias 5 e 6 de novembro; aluna em Salvador estuda 9h/dia. Inscritos na BA correspondem a 7,7% do total do país, informa Inep.

Nos últimos meses, a estudante Maria Silveira, de 17 anos, tem tido um “relacionamento sério com os livros”. Adotar uma rotina “puxada” com foco nos estudos é o esforço que faz para tentar chegar à tão sonhada faculdade de publicidade. A jovem está entre os mais de 664 mil candidatos inscritos na edição de 2016 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na Bahia. As provas serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro.

O número de inscrições esse ano no estado supera em 12,31% o registrado em 2015. As mulheres são maioria (61%). Maria, que estuda o último ano do Ensino Médio em um colégio particular de Salvador e que vai fazer o Enem pela terceira vez, conta que tem uma rotina de estudos que chega a 9h por dia.

“Tenho aula todos os dias de manhã, das 7h ao 12h30. Nas segundas e terças, também tenho aula pela tarde na escola. Além disso, faço três cursos extracurriculares”, conta a estudante.

A aluna afirma que sempre se dedicou bastante aos estudos, mas diz que a rotina ficou “bem mais puxada” no terceiro ano. Sobre a profissão que deseja seguir, afirma que a escolha se deu pelo gosto pela área de humanidades.

“Sempre tendi para a área de humanidades desde pequena. Pensei em fazer Direito, mas fui mais para a parte da arte, que gosto bastante. Começei a pesquisar uma coisa bem comunicativa e achei a publicidade. Assisti a várias palestras na escola e, numa viagem a São Paulo, conversei com professores e outros estudantes da área e fiquei ainda mais entusiasmada”, afirmou.

O número de inscritos na Bahia esse ano corresponde a 7,7% do total de candidatos que se inscreveram em todo o país (8.627.195). No estado, 406 mil inscritos são mulheres, contra 258 mil candidatos do sexo masculino (39%), segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), responsável pela aplicação das provas.

A maioria dos candidatos na Bahia tem entre 16 e 20 anos (47%). Os que se inscreveram com idades entre 21 a 30 anos somam 34%. Outros 17% têm mais de 30 anos e apenas 2% dos candidatos são menores de 16 anos de idade.

Dos inscritos, 62% já concluíram o Ensino Médio, 16% concluirão em 2016, 17% concluirão depois de 2016 e outros 5% não concluíram e não estão cursanso o Ensino Médio, conforme o Inep. Em todo o país, o exame será aplicado em 1.727 municípios em 17 mil locais de prova.

Exame
No primeiro dia de provas, sábado, o candidato terá 4 horas e 30 minutos para responder questões de ciências humanas e de ciências da natureza. No domingo, ele terá 5 horas e 30 minutos para as perguntas de linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática e redação.

Os portões serão abertos às 12h e fechados às 13h, no horário de Brasília. As provas começarão, nos dois dias, às 13h30. Os gabaritos oficiais das questões objetivas serão divulgados pelo Inep até o dia 9 de novembro. Já os resultados ainda não têm data marcada para serem apresentados.

A atual edição do Enem é a campeã no valor arrecadado com inscrições e, ao mesmo tempo, tem a maior previsão de custo para os cofres do governo federal desde 2009, ano em que a prova assumiu o atual formato.

De acordo com dados do Ministério da Educação (MEC), a previsão orçamentária para o Enem 2016 é de R$ 788.345.024, o maior valor absoluto autorizado a ser empregado na realização do exame. Com as 8,732 milhões de inscrições, o MEC arrecadou R$ 136,2 milhões, o que também representa o maior valor da série. Em média, se descontado dos gastos a arrecadação com inscrições, o custo médio por aluno será de R$ 74,67 neste ano.

Por: Alan Tiago Alves – G1 BA
Imagem destaque: Internet